terça-feira, 22 de agosto de 2017

Escolhas: quais são as suas?

Por:  (Fonte: https://amorpelapsicanalise.wordpress.com/tag/livre-arbítrio/)

Hoje vou falar sobre algo que é diretamente responsável pelo rumo das nossas vidas: as nossas escolhas.
Todos os dias temos oportunidades de escolher entre um caminho e outro, entre o bem e o mal, entre o ir e ficar, entre o ser ou ter.
A vida é feita de escolhas. Essa frase é muito comum em nossa sociedade, mas será que não se tornou uma daquelas frases que falamos por falar?
image
Em que momento em nossas vidas paramos para pensar nas escolhas que estamos fazendo? Sem analisá-las, fica muito mais fácil e cômodo colocar a culpa no transporte público, no clima, no ladrão, no governo, no outro, sempre no outro.

Sim o outro é quem tem que mudar, é ele o errado, o corrupto, o insensível, o causador de toda nossa dor. Será?
Uma das maiores provas de amor que Deus nos deu é o livre arbítrio. Ele não nos julga, não se intromete em nossas decisões. Ele confia em nós. Com o livre arbítrio podemos escolher ir ou ficar. A responsabilidade é toda nossa, e não do outro. Mas é muito trabalhoso admitir que no fundo o que nos falta é coragem para agir e, além de tudo, abandonar os ganhos de ficar.
Os chamados “ganhos” são definidos em psicanálise como grandes impedidores da nossa evolução e causadores de muitas doenças e neuroses. Não mudamos de trabalho, mesmo infelizes, por causa do salário bom que temos; nos prendemos em relacionamentos acabados e que só nos fazem sofrer por conta do status ou do dinheiro; não libertamos nossos filhos para o mundo, com a desculpa de que os estamos protegendo. No fim, todas as reclamações se baseiam no outro, mas continuamos ali, não?
Podemos e vamos evoluir sim,  a partir do momento em que pararmos de uma vez por todas de esperar do outro o que nem ele nem nós podemos dar. Evoluiremos e seremos felizes quando conseguirmos tomar as rédeas da nossa vida, conscientes das nossas escolhas e responsabilidades diárias, nos aceitando imperfeitos mas capazes de levantar e fazer melhor.
E você? Como andam as suas escolhas?
Um ótimo domingo é uma excelente semana de reflexão e atitude para todos nós!
Meditação
38. O egoísmo empobrece.
Cintia >>  Deixar ir é a maior prova de amor que alguem pode oferecer ao outro... assim como o livre arbítrio foi a maneira que Deus escolheu de nos mostrar o quanto nos ama e quer nos ver evoluir... nao queremos que os que amamos caiam, se machuquem, mas nao podemos influenciar em suas decisoes, nao podemos tomar decisoes pelo outro, nao podemos impedir que vão... mas podemos, se amamos verdadeiramente, deixar que escolham seus caminhos, e oferecer abrigo, caso queiram voltar. Agradeço ao Pai Maior por entender e aceitar isso em meu coração. Não entendo, mas aceito. Porque Sei que a minha maneira de demonstrar o amor verdadeiro que sinto é justamente não impedir a evolução de quem amo. Por mais que doa em mim deixar ir...

terça-feira, 10 de janeiro de 2017


Ci >> Quando você enxerga as verdadeiras cores de alguém, seu mundo fica bem mais colorido...😍

domingo, 1 de maio de 2016

FOFOCA: ENERGIA NOCIVA E ESTAGNADA


Desde os primórdios da humanidade que os fofoqueiros populares línguas compridas tem atormentado a paz de muitas pessoas. Eles vivem a maior parte do tempo espalhando noticias infundadas, para alimentar um espirito de destruição neles habitado.
Como pode ter gente que cuida da vida alheia e esquece de cuidar da sua?

Tenho repulsa por gente assim, numa rápida pesquisa feita sobre a "fofoca", identifiquei que ela consiste no ato de fazer afirmações não baseadas em fatos concretos, é uma especulação em relação à vida alheia. São os verdadeiros línguas compridas!
"Fofoca é o mais desprezível dos vícios; pois, por não poder influenciar o espírito e o caráter dos sábios, rasteja como uma serpente venenosa e refugia-se na alma dos fracos, tolos e ociosos."
É incrível como tem pessoas que se prestam a falar mal dos outros, fico puto da vida com isso… Com a fofoca, pessoas inescrupulosas põem em cheque a reputação de homens ou mulheres. As fofocas contaminam os bons costumes, azedam as relações interpessoais, destroem a eficácia do individuo.
O pior é quando a pessoa que é a "fofoqueira" tem o telhado de vidro e faz uso da fofoca para tirar o foco dos problemas próprios e assim mirar em outrem, tampando de maneira covarde o problemas da qual ela é portadora.

Busquei ler alguma coisa que me criasse um escudo contra os fofoqueiros. Após muita procura achei um artigo do Gutemberg B. de Macêdo (renomado consultor brasileiro) e coloco aqui para que os seres de bom caráter se protejam da maldita fofoca:
Fale diretamente, e não pelas costas, com as pessoas que você julga despreparadas. Aja com elas de maneira correta e justa.
Não fale sobre seus problemas pessoais com aqueles indivíduos que, de antemão, você sabe, geram dúvida quanto à capacidade de ajudá-lo. É preferível chorar sozinho na privacidade de seu quarto a fazê-lo em público, nos ombros da pessoa errada.
Quando tiver dúvidas em relação a uma pessoa e seus atos, que o afetem direta ou indiretamente, confronte-a corajosamente, mas em particular. Fazê-lo em público significa expor-se e multiplicar as dúvidas existentes.
Embora seja uma tendência natural, muitas pessoas – sabemos – desejam expressar suas opiniões e versões publicamente. Quando se sentir tentado a fazê-lo, reflita e contenha o ímpeto de se expor desnecessariamente. Diz a sabedoria popular: “Em boca fechada, não entra mosquito.” (nem macumba!)
Cuidado para não julgar precipitadamente as pessoas e os fatores que as motivam a agir de modo pouco convencional ou duvidoso. A mesma língua ferina, que critica e envenena as ações de outras pessoas, poderá voltar-se contra si mesmo e deixá-lo em apuros como crítico contumaz e insensato.
Quando se perceber tentado a dar ouvidos a fofoqueiros, mesmo que por brincadeira ou curiosidade, reaja. Sua atitude não poderá jamais encorajar a prática da fofoca entre seus pares e colaboradores. Lembre-se que a maledicência só serve para corromper os bons costumes. Se ligue língua comprida.
O TEXTO VEIO DAQUI:
http://www.luizmotivador.com.br/materia/comportamento/11762/Cuidado+com+gente+fofoqueira!+L%C3%ADngua+grande

***********************************************************************
Ci>> Se as pessoas soubessem  o quão nociva é uma fofoca na vida da vítima, e o que pode destruir em segundos, se elas pudessem provar deste fel, não tentariam nada parecido contra ninguém... Fofocas causam inimizades, tristezas, desconfiança, insegurança, depressão. Afogam amizades, desprezam a lealdade, destroem o amor, o companheirismo e o respeito. Transformam grandes amigos em desconhecidos, amantes em inimigos... Destroem um ambiente de trabalho, uma casa, uma família, uma relação, de dentro para fora.

domingo, 4 de maio de 2014

Oração à Lakshmi, por Diego Rafael Almeida [AYAHUASCA - MEU BLOCO DE ANOTAÇÕES]

 

LAKSHMI,

Deusa da Prosperidade e da Abundância,

abro meu coração e meu lar com muito amor e exuberante alegria para recebê-la no meu Templo interno e

no Templo da minha morada.

Que suas bênçãos cheguem a mim trazendo a pureza da flor de lótus,

a harmonia nos meus relacionamentos e a prosperidade em tudo o que eu executar

com fé, entusiasmo e altruísmo.

Que o aspecto feminino de Deus em todas as suas manifestações me traga intuição,

a percepção, dedicação e receptividade para que eu possa realizar todas as minhas atividades com alegria e felicidade.

Que sua majestosa beleza se reflita em meus pensamentos para que eu possa sentir, falar, ouvir e agir somente com a consciência da minha Presença Divina.

Que a sua Luz me envolva dentro de um campo magnético de Abundância para que eu possa ter tudo o que necessito e expandir essa minha Prosperidade para todos.

Tudo o que me for ofertado eu abençoo e consagro para a realização do Plano Divino.

 

Amada LAKSHMI, bem vinda à minha vida e ao meu lar!

Eu Sou, Eu Sou, Eu Sou a manifestação de tudo o que desejo neste instante, hoje e sempre!

 

SHRIM!