domingo, 2 de novembro de 2008

Corra Riscos

Atendendo a pedidos, texto enviado em 19/10/2007 via email... (só eu guardo os emails que recebo???? rsrsrsrsrsrsrs)
bjs!
Ci

Corra riscos

Rir é correr o risco de parecer tolo.
Chorar é correr risco de parecer sentimental.
Estender a mão é correr o risco de se envolver.
Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.
Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.
Amar é correr o risco de não ser correspondido.
Viver é correr o risco de morrer.
Confiar é correr o risco de se decepcionar.
Tentar é correr o risco de fracassar.
Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada.
A pessoa que não corre nenhum risco não faz nada, não tem nada e não é nada.
Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não conseguem nada, não sentem, não mudam, não crescem, não amam, não vivem.
Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.
Somente a pessoa que corre riscos é livre.

Corra Riscos...
(autor desconhecido)

Um comentário:

  1. Alessandra Monteiro9 de novembro de 2008 19:26

    Bom... esse sem dúvida é um dos meus textos prediletos... e já está há um tempinho no meu perfil do orkut...hehe...
    Concordo totalmente com o autor .. q por sinal é Séneca (ou Sêneca)... e acredito q o "correr riscos" seja uma soma: pensar + acreditar + ter atitude... se vai acertar, se vai dar certo, não é possível prever... mas com certeza vc não passará a vida pensando no "se"...

    Bjossss
    Alê

    ResponderExcluir