sexta-feira, 20 de março de 2009

Agora...


"Vou capitar as paixões da minha vida,
as alegrias sentidas,
o sorriso mais espontaneo...
Varrer a tristeza, as desilusões
ficar com o que sempre me emocionou.
O que sempre minha alma e meu ser alimentou.
Vou aceitar estes braços abertos pra abraços sinceros..
Este rosto sensual pra beijar sem limites.
Este sorriso caliente que parece dizer o que sente e, "estou aberto para ser feliz..."
Nunca mendigar amor, pois sou inteira e feliz.
Preciso de alguém igual a mim!
que queira na mesma intensidade,
não tenha medo da verdade,
do tempo que já vivemos,
da experiência que tivemos,
das ruguinhas que não escondemos,
de alguns cabelos que estão branquinhos,
mas que escondem um rostinho,
inocente, cheio de amor, carente,
que quer dizer para o ser amado e confiado,
confiante declarar todo o amor
que no seu coração está.
Pra que esconder?
Pra que disfarçar?
Pra que esperar?
Vem amor e abre seus braços!
Vem ao encalço deste amor que o espera
Vem sem demora porque nossa hora
é AGORA..."

Penhah Castro

******************************
Ci>> poesias e poemas de poetas famosos são lindos... mas poesias e poemas de poetas anonimos, que pararam 5 minutos do seu dia louco só para colocar no papel o que tá sentindo e oferecer a alguém, ahhhh, esses não têm preço! E Estes só quem sente e lê com o coração pode entender, e vai gostar... não é rimado, não tem regras, não faz jogo de palavras, não dissimula o real significado, não tem genialidade incomum... mas é profundo, traduz o coração, é simples e ao mesmo tempo complexo... a genialidade está justamente na simplicidade de expor o que o coração está sentindo... ADOREI Penhah, parabéns!

Nenhum comentário:

Postar um comentário