quarta-feira, 11 de março de 2009

...Aos amores platônicos...


Tento explodir nestas linhas

toda a incredulidade que toma o meu ser.

A mim tenho certeza que não notas

do modo como deveria parecer.
De ti já me basta, portanto,

o cumprimento cordial

o sorriso que no olhar antes tão distante, se aflora.

Mas ás vezes temo que o acaso não seja suficiente

para designar-lhe os versos compostos outrora.
Limito-me, desde então

a tentar ser de modo humilde.

Pois sei que demais esforços seriam em vão,

é como Dante e Beatriz:
Uma ilusão.


(Autor Desconhecido)

2 comentários:

  1. Opa opa senti uma ironia neste texto!? rsrsrsrs num tem nada a ver conosco Ci ta loka!!!!!!!!!!!
    Nego sempre bjo loka

    ResponderExcluir
  2. Mara ordinária... claro que parece conosco... no fundo no fundo somos românticas... é que tá tão fundo que a gente não enxerga...hahahahahahahahaha. bjs, valeu pelo coment!

    ResponderExcluir