quinta-feira, 16 de abril de 2009

ESPECIAL STUM: A Voz do Silêncio (ref ao video postado ontém)

É sempre assim... Já não dá para chamar de conspiração, pois virou roteiro. Primeiro foi o amigo Zé que, ao entrar em minha casa, me pediu para gentilmente desligar o inofensivo rádio, que espalha por aqui música ambiente em volume muito, muito baixo. Depois veio a Deborah, que me enviou por e-mail um vídeo do youtube sobre o tema "silêncio". Hoje foi a Sandra, que me contou um fato raro: na fila do Correio encontrou depois de anos uma conhecida, pessoa surda e muda, com a qual se comunicou sem palavras, pela leitura labial... algo que ainda não tinha feito antes... e que eu visualizei como se estivesse estado lá com ela, abrindo um profundo sorriso nos lábios, que me pegou novamente agora ao digitar.
A cereja em cima do bolo veio enquanto me barbeava, quando veio forte em minha mente a frase em italiano que dizia claramente: La voce del silenzio... Sou cabeça dura, mas ficou logo evidente, em frente ao espelho, o tema do especial. Espero não cansar o leitor com estas observações que normalmente coloco no começo do texto, mas acho relevante transmitir como as sincronicidades se sucedem quando estamos receptivos e observamos o que acontece, vindo sempre de forma simples e suave à nossa volta. É precioso verificar que nunca estamos isolados, sendo que todos fazemos parte da poderosa teia de energia que amorosamente nos envolve e nos coloca no lugar certo, na hora certa, para, de alguma forma, passar à frente uma mensagem legal, que alimente mais e mais nossa alma.
Bom, rápida busca no google e veio em menos de um segundo este vídeo... pela voz de Andrea Bocelli com a lindíssima região da Toscana ao fundo. A música me arrepiou o corpo todo, mesmo que, de início, tivesse julgado tratar-se de mais uma singela canção de amor, falando de saudade ou de perda. Mas senti com clareza que não era isso que ela me passava. Sempre, desde que o mundo é mundo, os poetas e os músicos em sintonia com as esferas superiores conseguiram tocar as pessoas mais sensíveis e despertas driblando as censuras e as normas obscurantistas dos poderosos, dos patrulhadores de plantão... e a Itália ainda sofre amplas influências nocivas neste sentido, vindo pontualmente de Roma! Foi muito simples: bastou trocar a palavra "amor" por "minh´Alma" e tudo passou a fazer mais e mais sentido. E -em silêncio sagrado-, agradeci profundamente.

... E de repente
reparo que o silêncio
tem o rosto das coisas
que perdeste,
e eu te sinto amor
te sinto em meu coração,
estás retomando o lugar que
tu não havias perdido nunca...
É desta forma, como nas palavras tão íntima e profundamente cantadas pelo Andrea Bocelli, que se processa, finalmente, o fim da busca no mundo exterior, o reencontro com a essência imortal que em nós habita, após uma longa e estéril caminhada no mundo da ilusão, com suas luzes de brilho tão intenso que chegam a nos queimar por fora, com seus ruídos perturbadores que atordoam, hipnotizam e entorpecem nosso centro, que desde sempre pede paciente e ardorosamente para sair da sombra, ser reconhecido e ouvido, lá onde o estridente som da rua, das buzinas, dos sinos não consegue mais chegar... no encontro definitivo com a Fonte, o que alguns sábios chamam de vazio criador que a tudo contém.
Como é maravilhoso ter o dom de comunicar as grandes verdades da vida pela voz tão melodiosa e pela música -a linguagem universal-, a vibração que atinge o mais fechado dos corações... a cada nota suave transmitindo a mensagem do amor... gota após gota por fim perfurando a mais endurecida couraça. O Universo trabalha assim, com infinita paciência, relevando nossos erros, nossas omissões, nossa apatia e o medo para enfrentar os desafios da caminhada... Dá para perceber, olhando para trás, os passos dados até aqui, o quanto já nos equivocamos, deixamos a desejar, sem por isso incorrer em qualquer punição ou reprimenda.
Tivemos nossas aulas de experimentação e incontáveis provas para transpor, mas quem nos colocou na contenda nos entregou as ferramentas e os instrumentos para passar de fase... aprendemos que é indispensável sair da sombra ou do falso brilho exterior e olhar para dentro, pra abraçar novamente nossa Alma, que "não havíamos perdido nunca".
Vamos refazer juntos a descoberta que a letra da música nos sugere e colocar entusiasmo e movimentos de amor em nossa vida... voltar a sentir sem precisar ver ou ouvir, simplesmente captando a mensagem que vem de dentro, das nossas entranhas; mensagem esta que liberta, conforta, ampara e protege. Vamos buscar em nosso centro o mapa original de nossa missão, as informações gravadas profundamente em nosso banco de dados, que nos conduzem, a todos, pois todos estamos aqui com um propósito único e bem claro, a concretizar, enfim, a obra da Unidade, da Paz interior que nos irmana definitivamente, que nos tira da incerteza, da mesmice e da ignorância.
Vamos buscar a realização suave e verdadeira, que se sobrepõe ao desmando, à injustiça, à corrupção que vemos lá fora, mas que faz parte do mundo de maya. É ilusão, é parte do processo de depuração do joio e do trigo; jogo -mas não jugo-, visto que somente participam desta balada inconsequente os que não entenderam a mensagem da canção e que -poderá demorar, mas chegarão lá também-, não conseguiram mergulhar no "mar do silêncio", que ainda não sabem o quanto sua alma está perdida e faminta. Apesar da ilusão na qual estão imersos, são unos com tudo e saberão no momento apropriado, retornar ao convívio com a Luz, com o amor incondicional que a tudo conserta e cura, o bálsamo definitivo, absoluto.
Somos um só e a cada dia nos dedicamos mais e mais ao serviço da compaixão, sempre disponíveis e amorosamente guiados e amparados. A vida é um jogo deslumbrante, justo e perfeito. Há somente uma regra e esta é simples: precisa apenas colocar o amor em tudo. Não há vencedores ou vencidos, pois não se trata de mais uma férrea competição desta dimensão terrena, e o que importa é atingir uma vibração que liberta, fascina, encanta e congrega. O tempo, aqui nesta arena, não conta, é supérfluo. O que vale é a transformação de nossa Alma, nos fazendo mergulhar novamente no mar de Luz que carregamos desde sempre em nosso peito... Vamos, juntos, respirar o silêncio, entrar de vez na onda melodiosa que o amor proporciona? Vamos fazer nossa parte, dando nosso exemplo, sendo mensageiros da esperança e da Paz? Escreve a Izabel Telles: "A intenção remove montanhas, as portas estão abertas e a oportunidade bate à nossa Casa convidando a todos para o grande salto de fé".
Sinto muito - Eu te amo - Muito obrigado.
Somos Todos Um só!
Sergio - STUM
************************************
Ci>> AMOR, AMOR, AMOR.... Queridos todos, se eu não disse que eu os amo, digo agora: eu amo... a todos... sem distinção, sem medo, sem mentiras... eu amo muito e sou mto grata por toda a paz que vocês me transmitem, sustentação e amizade! VIBRAÇÃO DE AMOR PRÁ TODOS HOJE E SEMPRE... bjuxxx da Ci!

Nenhum comentário:

Postar um comentário