quarta-feira, 1 de abril de 2009

A necessidade e o acaso

A necessidade cria o amor ou ele existe? A questão é delicada e conduz a uma resposta que confunde mais do que explica. Sim, a necessidade cria o amor. Sim, o amor existe.
Na verdade, fomos condicionados pela sociedade e seus contos de fada a acreditar que o amor é uma coisa que acontece quando menos se espera, que domina nosso coração, que interrompe nossos neurônios e nos captura para uma vida de palpitações, suspiros e lágrimas. Que o amor não tem idade, não tem hora pra chegar, não tem escapatória. Que o amor é lindo, poderoso e absoluto, que vence todos os preconceitos, que vence a nossa resistência e ceticismo, que é transformador e vital. Esse amor existe e ai de quem se atrever a questioná-lo.
Rendo-me, senhores. Esse amor existe mesmo, é invasivo e muitas vezes perverso, mas também pode ser discreto, sereno e indolor. Costuma acontecer ao menos uma vez na vida de todo ser humano, ou três vezes, aos 17, 35 e 58 anos, ou pode acontecer todo final de semana, se for o caso de um coração insaciável. Mas também pode acontecer nunquinha, e aí a outra verdade impera.
Sim, a necessidade também cria o amor. A pessoa nasce idealizando um parceiro para dividir a janta e as agruras, a cama e as contas, os pensamentos e os filhos. Passam-se os anos e esse amor não sinaliza, não apresenta-se, e o relógio segue marcando as horas, lembrando que o tempo voa. Esse ser solitário começa a amar menos a si mesmo, pelo pouco alvoroço que provoca a sua volta, e a baixa estima impede a passagem de quem quer se aproximar. É um círculo vicioso que não chega a ser raro. Qual é a solução: solidão ou imaginação?
O nosso amor a gente inventa, cantou Cazuza, no auge da sabedoria. A necessidade faz quem é feio parecer um deus, quem é tímido parecer um sábio, quem é louco parecer um gênio. A necessidade nos torna menos críticos, mais tolerantes, menos exigentes, mais criativos. A necessidade nos torna condescendentes, bem-humorados, otimistas. Se a sorte não acenou com um amor caído dos céus, ao menos temos afeto de sobra e bom poder de adaptação: elegemos como grande amor um amor de tamanho médio. O coração também sobrevive com paixões inventadas, e não raro essas paixões surpreendem o inventor.
O amor pode ser casual ou intencional. Se nos faz feliz, é amor igual."

(autor desconhecido)

***************************************

Ci>> Que eu não perca a fé no amor e na paixão, que eu possa todos os dias renovar a minha crença de que realmente existe alguém capaz de me amar à altura do amor que eu tenho prá dar... Que possamos ser um complemento do outro, e adicionar em nossas vidas somente coisas boas, e dividir momentos dificeis com serenidade e companheirismo. O Caminho fica mais facil quando temos alguém que nos acompanhe, de mãos dadas, nem a frente, nem atrás... ao lado! Que eu faça por merecer alguém assim um dia, no momento certo, alguém que esteja aqui por mim e que efetivamente seja uma pessoa CAPAZ de amar. Amém!

3 comentários:

  1. Oiii

    Paixão sim vem do nada e nos afoga amor é algo q vem com o tempo com o contato adoro sentir isso e vc sabe muito bem o quanto isso me faz bem e a pessoa com quem estou agora me deixa feliz

    bjoss
    PAULO (LOBITO)

    ResponderExcluir
  2. Querido, paixao e amor são complementos de um só sentimento, fazem parte de uma única matéria. Que Deus os abençoe e que a paixao e o amor que sentem um pelo outro cresça a cada dia! obrigada pelo coment!

    ResponderExcluir
  3. Dia Lejano
    Juanes

    A veces me da por volver a pensar en esos dias que el tiempo borro
    Y en las huellas que dejo y cada vez que me alejo te siento mas
    Y cada vez es ms fuerte el sentimiento
    De que algun da podras volver a sanar nuestro amor

    A veces me da por correr y escapar
    Por lamentar lo que nunca te di y lo que siempre te escondi
    Y cada vez que me alejo te siento mas
    Y cada vez es mas fuerte el sentimiento
    De que algun da podras volver a sanar nuestro amor
    Tal vez algun dia lejano quizas te vuelva a encontrar
    Tal vez algun dia lejano quizas te pueda olvidar
    Te pueda olvidar, te pueda olvidar

    Y cada vez que me alejo te siento mas
    Y cada vez es mas fuerte el sentimiento
    De que algun dia podras volver a sanar nuestro amor
    Tal vez algun da lejano quizas te vuelva a encontrar
    Tal vez algun dia lejano quizas te pueda olvidar
    Te pueda olvidar, te pueda olvidar

    ResponderExcluir