quarta-feira, 29 de abril de 2009

Ser feliz...

Ser feliz...
... não é ter uma vida perfeita, sem dor e sem lágrimas, mas saber usar as lágrimas para regar a esperança e a alegria de viver. Ser feliz é saber usar as pedras nas quais tropeçamos para reforçar as bases da paciência e da tolerância.Ser feliz não é ter uma vida perfeita, sem dor e sem lágrimas, mas saber usar as lágrimas para regar a esperança e a alegria de viver. Ser feliz é saber usar as pedras nas quais tropeçamos para reforçar as bases da paciência e da tolerância.
Impossível acharmos que a felicidade é não ter faltas, não existe completude, desista, a falta faz parte da vida, a imperfeição é a oportunidade que temos de reparar e construir. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.
Como aliviar a dor do que não foi vivido? Se iludindo menos e vivendo mais!!! A cada dia que vivo, mais me convenço de que a felicidade está na simplicidade, que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. “A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.” (Carlos Drumond de Andrade).
E, para encerrar, vamos refletir nesta síntese simples, como é a capacidade de ser feliz com versos de Fernando Pessoa:
“Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas um dia vou construir um castelo...”
Antônio Roberto
by Leonardo (do blog "Amigos do Freud")
444444444444444444
Ci>> ser feliz é mais que ser, é estar... estar feliz ainda que tudo pareça impossível... repetitivo, eu sei. Mas como obter prática sem repetição? se eu não me repetir todos os dias, como vou chegar a ser o que quero ser, estar como quero estar? Ser e, principalmente estar feliz, é mais que um estado de espírito, é uma prática diária, assim como escovar os dentes (para os limpinhos, claro! rs)... ;P

Nenhum comentário:

Postar um comentário