terça-feira, 19 de maio de 2009

Declaração de Amor (Lindissimo, Helen!)

"Una declaración de Amor..."
Puede existir mil obstáculos, pero nada impedirá que
mi amor por ti muera. Atravesaré hasta los grandes mares, pero no existirá agua
suficiente que ahogue el amor que siento por ti.
Subiré hasta la montaña más alta del mundo, solo para verte,
y de allá gritaré tu nombre para ver si me oyes, e se me oyeras,
diré una sola frase: Yo te amo.
Y cuando el viento pase, llevará consigo lo que yo dije,
y cuando el sople en tu oido, escucharás junto al viento: Yo te amo.
Y toda vez que el viento sople en tu oido,
no será solo apenas el viento, pero yo diré que te amo.
*´¨)¸.•´ ¸.•*´¨) ¸.•*¨)(¸.•´ (¸.•` *
"Uma declaração de Amor"
Possa existir mil obstáculos, mas nada impedirá que
o meu amor por ti morra. Atravessarei até os maiores mares, mas não existirá água suficiente que afogue o amor que sinto por ti.
Subirei até a montanha mais alta do mundo, só para te ver, e de lá gritarei o teu nome para ver se me ouves, e se me ouvires,
direi uma só frase:
Eu amo-te.
E quando o vento passar, levará consigo o que eu disse, e quando
ele soprar no teu ouvido, escutarás junto ao vento:
Eu amo-te.
E toda vez que o vento soprar no teu ouvido, não será só apenas
o vento, mas eu a dizer que te amo.


(Autor: Sílvio César Rabelo Lopes, com algumas alterações / con algunas alteraciones - do blog http://helenbsb21.blogspot.com/)

Um comentário:

  1. Eu estava inspirado quando escrevi isso. Já até traduziram para o espanhol.

    ResponderExcluir