quarta-feira, 27 de maio de 2009

E agora cigana?...


E agora cigana?...
Ah cigana... Teus olhos brilham de amor...
Levas estrelas cintilantes no olhar...
Quem diria que o amor seria tão forte?
Quem diria que tanto assim irias amar?
Treme teu corpo inteiro de paixão...
Falha tua delicada voz de emoção...
Teu riso é largo... Cheio de malícia...
Teu cigano incendeia teu coração...
Na dança dos corpos, grita o desejo,
Lábios se colam... Qual um furacão...
É o abraço... O amasso... O torpor...
Almas entrelaçadas... Em ebulição...
E agora cigana... Que fazer da paixão?
Tua vida inteira está nas mãos dele...
Já não tens vontade própria ou orgulho,
Teu cais... Teu porto é ele... Ele... Ele!...
A voz que te arrepia e faz escrava...
Feliz como uma criança inocente...
Que te toma nos braços com volúpia
E te faz mulher... Completamente...
Ah cigana apaixonada... Deixa o fogo arder...
A vida girar... Rodar loucamente, acontecer...
O sangue queimar... Crepitar nas veias...
Deixa teu corpo se entregar... Pra valer...
Que venha o dia.. A noite... A madrugada...
Que a lua venha... Teu corpo nu banhar...
O que importa cigana... É amar... Amar!...
(Publicado amiga oculta at Terça-feira, Maio 26, 2009 Autor )
*************************************************
Ci>> Lindo, forte, extremamente apaixonante. Se for para se apaixonar de verdade, este é o tom de intensidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário