quinta-feira, 7 de maio de 2009

Lei do caminhão de lixo

Um dia peguei um taxi e fomos direto para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa quando, de repente, um carro preto saltou do estacionamento na nossa frente. O motorista do taxi pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz!
O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós. Porém, o motorista do táxi, de forma bastante amigável, apenas sorriu e acenou para o cara.
Não me contive e perguntei: - 'Por quê você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro e nos manda para o hospital!'
Foi quando o motorista do táxi, respondendo minha pergunta, me ensinou o que eu agora chamo de 'A Lei do Caminhão de Lixo":
Ele explicou-me que muitas pessoas são como caminhões de lixo: andam por aí 'carregadas de lixo', cheias de frustrações, cheias de raiva, e dedesapontamento. A medida que essa pilha de lixo cresce, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente. Não tome isso como pessoal, apenas sorria, acene, deseje-lhes bem, e vá em frente. Não pegue para você o lixo delas.
O princípio disso é que pessoas bem sucedidas não deixam os seus 'caminhões de lixo' estragarem o seu dia.
A vida é dez por cento o que você faz dela e noventa por cento a maneiracomo você a recebe!

(autor desconhecido - enviado pela ouvinte Ana Paula do Primeiro Programa de 6-5-09)**************************************************

Ci>> Se eu quisesse descrever exatamente o que estou sentindo hoje, transcreveria as palavras acima. Uma verdadeira caçamba, cheia de lixo alheio! Mas não to triste, nem ferida... um pouco magoada talvez, mas vai passar. Seja como for, amigos são prá isso, inclusive e principalmente para isso: sustentar os vários kilos de lixo que vêm dos q amamos, para que eles possam sair leves e prontos prá outra. E o que fazemos com o lixo? Depende: quem sabe filtrar, recicla e reutiliza o que sobrou como forma de aprendizado (próprio e para os que estão por perto). Quem não sabe filtrar, toma prá si, chora, se magoa, engole, guarda rancor e perde uma grande amizade por um pequeno desentendimento. Eu ainda sou do tipo que recicla... graças a Deus!

Um comentário:

  1. Entendo perfeitamente essa mensagem e seu comentário!!! Ainda bem que temos a opção de escolher o que fazer com o lixo daqueles que nos rodeiam... e muitasssss vezes é necessário mesmo que sejamos a caçamba deles...rsrsrs... infelizmente ou felizmente, não sei...rsrsrs...
    Ainda bem que você optou por reciclar, estou contigo na mesma opção..rsrsrsrs...
    Como diz um poema de Drummond: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional". Reciclemos sempreeeee!!!

    ResponderExcluir