domingo, 24 de maio de 2009

SEMPRE CONTIGO AMOR

Coração desassossegado, se teu pequeno
coração se mostra preocupado,
tem como primeiro intento, fazer-te sorrir,
para que dessa forma, de ti, não tendas a fugir.
Não resultando, o que achei, por melhor,
disse-te, que na vida, tem coisas bem pior,
mas vendo-te frágil, em silêncio, busquei a solução,
que atormenta, esse teu peito, qual maldição.

Concordando comigo, falas-me abertamente,
enquanto eu te escuto, de todo, secretamente,
que, o que vai em nós, só aos mesmos diz respeito,
e de palavra em palavra, jamais um único defeito.

Mas um amor permanente, um cuidado a ter,
para com quem, a todo o instante, é dever,
e, mais do que isso, no coração, toda a obrigação,
de estar sempre atento, portas fechadas à desilusão.

E por fim, quando vem a paz, tranquilo o meu amor,
nada há em mim, que me faça crer, qualquer favor,
porque em ti, meu anjo, basta-me um só sorriso
dos teus, para ser um homem feliz, e, nada mais preciso.
**********************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário