sexta-feira, 26 de junho de 2009

Explicação

"O pensamento é triste; o amor, insuficiente; e eu quero sempre mais do que vem nos milagres. Deixo que a terra me sustente: guardo o resto para mais tarde.

Deus não fala comigo – e eu sei que me conhece. A antigos ventos dei as lágrimas que tinha.
A estrela sobe, a estrela desce… - espero a minha própria vinda.
(Navego pela memória sem margens. Alguém conta a minha história, E alguém mata os personagens.) "

Cecilia Meireles

*************************************************

Ci>> 'Existiu, e dói a ponto de não caber mais no peito, então deixo sair. Quisera guarda-lo ainda neste mesmo peito, mas é grande demais para prender. Se soltar, sei que volta, afinal, mora aqui. Se prender voa, porque não se prende o que não tem limites, e quando solto o medo faz não voltar mais. Então só resta esperar... Existe uma infinidade de 'mims' por aí, vivendo os momentos da vida, e trazendo a vida mais perto, mas nenhum é tão profundo quanto o que me conecta a ele!' (autor desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário