segunda-feira, 22 de junho de 2009

FAZER AMOR

Fazer amor não é tão fácil como se pensa. Talvez fazer amor seja mais difícil do que encontrar o próprio amor.
Fazer amor é resgatar do passado o sonho de amar, é sublimar o pensamento fazendo-o penetrar devagarzinho no coração do ser amado, ou talvez fazer amor, seja esquecer de si mesmo para lembrar que o outro existe e tem um coração que ainda pode estar por outro coração enamorado. Fazer amor é abrir alicerce no coração, juntar pedacinhos de saudades, fazer argamassa de ternura e assentá-las com a mistura da emoção. Ou quem sabe, fazer amor seja elevar o ser amado tão próximo de Deus e dizer-lhe, eis a sua adoração.
Fazer amor é adornar a alma do ser amado com a mesma luz que ele iluminou você, é fazer textura trabalhada no carinho e dizer, este é o caminho que eu lhe fiz. Ou fazer amor, é cultivar no canteiro do coração a paz deseja, e entregá-la ao outro com o fruto adocicado do amor e dizer-lhe, colhe e prova este não é sobra, é a sustentação do amor que eu guardei para você, bem aqui no cantinho do coração.
Fazer amor é aconchegar-se no coração do outro e dizer com o coração, eu amo você!... Adormecer, sonhar e despertar para continuar amando, levando o outro a conhecer e sentir o gozo de fazer verdadeiramente o santo amor. É assim que eu entendo, é assim que eu sei fazer amor.
(Autor )

****************************************
Ci>> ... fazer amor é continuar a obra da criação de Deus, através da mistura do que há de mais abençoado por Ele: o espírito dos amantes. Só consegue FAZER AMOR quem consegue comunhar com Deus e ama ao próximo como a si mesmo... ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário