quinta-feira, 18 de junho de 2009

A inspiração para escrever o especial sempre surge a partir de vários sinais. Palavras trocadas com pessoas próximas, e-mails que caem na caixa postal mais do que na hora certa, sincronicidades bem legais que aconteceram com muitos dos colaboradores e seus textos desta semana... A Izabel Telles, num texto inspiradíssimo, comemorando como que um renascimento ao completar 60 anos, em 13 de Junho passado. Elizabeth Cavalcante trazendo-nos um grande texto do Osho por ela comentado de forma sublime sobre as felizes conseqüências de vivenciar o Amor verdadeiro após serena e paciente espera. Bel César tratando de forma elevada da nossa dificuldade em saber receber... O Wagner Borges com seu "Lições do Tempo e da Vida" falando de amor e milagres... e, por fim, a Rubia Dantés com seu imperdível: "Esse caminho tem coração?" Uma receita para a busca permanente do amor incondicional em nossa andança pelo planeta azul. Coincidências demais... além de eu mesmo estar vivenciando em primeira pessoa o milagre tão bem ilustrado pela Elizabeth.
Sim, vivendo realmente de acordo com os princípios espirituais, com os valores das Leis Naturais que o Site divulga desde sua fundação, não é necessário fazer nada além de estar aberto, ter paciência e fé, que o Universo se encarregará de colocar em contato as pessoas que estão em sintonia, em vibração harmoniosa, permitindo que elas percebam a mágica acontecendo aos poucos, passo a passo, sem sobressaltos, sem medos, sem desconfiança, desfrutando plena e profundamente cada momento passado juntos.
É impossível que a trama mágica venha a falhar, não funcione. As pessoas são colocadas frente à frente repetidas vezes, começam a perceber aos poucos as características umas das outras, as boas e as menos boas, até sentirem uma afinidade básica, real, palpável. As inúmeras decepções anteriores podem ainda manifestar sua presença e jogar água fria na incipiente relação, mas os dias passam e as velhas feridas são levadas em conta em sua verdadeira importância, isto é, como antigos erros que nunca mais serão repe tidos, que definitivamente terão perdido a força de machucar a alma das pessoas, cada vez mais conscientes e despertas. Neste momento, caem por terra os preconceitos estabelecidos por quem, com poder político ou religioso desde que mundo é mundo, quer controlar nossa vida, nossos sonhos, o destino que nos é reservado.
Finalmente, todo esse pobre emaranhado de normas, conceitos, tradições, vira letra morta, algo completamente obsoleto, quando não fica beirando o ridículo. Cor, idade, status social sequer são percebidos ou são considerados fatores de preciosa diversidade, de união, quando finalmente mundos outrora distantes se colocam lado a lado com serenidade, vontade de serem conhecidos, explorados em sua profundidade e beleza.
É como edificar uma construção harmoniosa, onde conta um bom projeto criativo; ótimos materiais, corretas técnicas de construção e qualidade da mão de obra dão sempre certo... aqui ou na China, em qualquer parte do cosmos. Assim se passa em nossa existência também.
O indispensável está no âmago do ser, no conteúdo e muito pouco no aspecto exterior, na forma, que com certeza, poderá ajudar mas não é -e nunca será- determinante em relacionamento algum. Sim, o "essencial é sempre invisível aos olhos".
Valerá a pena ter esperado cinco, dez anos ou mais? Sim. Mesmo tendo ficado sem dar e receber colo e carinho tanto tempo, cuidando do nosso jardim e esperando a pessoa certa, com certeza, compensa! Ao olharmos para trás percebemos o quanto mudamos interiormente e a quantidade de fardo já inútil que abandonamos no caminho, deixando espaço para aspectos que nos completam, que nos realizam como seres humanos e, vivenciando, enfim, o Amor e a Unidade...
Sim, o objetivo do desenvolvimento do casal em seu relacionamento afetivo é encontrar o caminho de volta para a unidade original, ou unicidade... Como é mais fácil avançar pela vida, superar bloqueios e imprevistos, dar um significado mais profundo, quando por fim a conexão mútua é suave, saudável, sincera; quanto pode ser superado, quanto pode ser aprendido, caminhando para a frente com apoio firme e amoroso. É indispensável, porém, prestar atenção acerca das emoções envolvidas, transmutando-as em sentimentos sublimes, em respeito absoluto e desapego. Não pode mais existir espaço para o controle, o ciúme, a possessividade. Camuflar, justificar estes aspectos nefastos como sendo consequência natural do amor nos faz retornar de vez ao mundo da ilusão, à Idade da Pedra.
É claro que o relacionamento amoroso bem-aventurado pode ser comparado a uma verdadeira obra de arte, inspirada pela criatividade latente que pede somente para ser extraída de nosso centro, guiada definitivamente, a cada momento, pela vibração do amor, pela compreensão da essência do outro e de si, pela procura fundamental, mormente por parte do homem, de um amplo entendimento do extraordinário universo feminino, cuja semente está fincada desde o começo dos tempos em sua alma, mas que precisa de cuidados permanentes, diários. Expandir nosso lado feminino (refiro-me obviamente aos homens) é tarefa que exige toda uma encarnação, mas cujos resultados -como um todo- estão acima de qualquer expectativa. Não há como atingir a felicidade plena num relacionamento sem contar com este fundamento tão extraordinário, limpando de vez clichês seculares que mostram o homem forte e intelectual e a mulher fraca e emocional, o homem ativo e racional e a mulher intuitiva e passiva. Se estas forem as informações que carregamos para os relacionamentos afetivos... vamos procurar dar logo uma guinada rápida e decisiva. A verdade é que todos estes aspectos supostamente masculinos ou femininos existem em cada pessoa, independente do sexo. Assim, sem alarde, com humildade e profundo agradecimento ao Universo, passo pra frente este singelo testemunho, na esperança de que possa inspirar alguns leitores a seguir adiante com fé, coragem e determinação, na melhora de seu sagrado espaço interior, condição essencial para um (definitivamente) mágico encontro de almas. Sim, é possível! (Muito obrigado, Li).
Lembre-se de que somos todos UM só... eu sou o outro Você! Seja feliz!
*************************************
Ci>> Beta, veja como são as coisas, falando sobre isso hoje, olha o texto que recebi... dedico este texto então a voce amiga!
Acreditar que há possibilidade de atrair alguém que queremos ou que entendemos que é "aquela pessoa" é um dom que poucos colocam em prática, mas TODOS os filhos de Deus têm... claro que a obtenção da atenção daquele a quem se deseja depende do nosso merecimento, mas eu tenho absoluta certeza de que, o que fazemos e plantamos hoje, amanhã será visivel aos olhos do Mestre, que nos encaminhará alguém exatamente assim, em forma de "colheita". Precisamos só prestar atenção nos sinais, olhar sempre para a frente, com fé e dedicação, e construir a cada dia um ser especial (nós mesmos) capaz de atrair o olhar de alguém especial, alguém que enxergue em nossa aura um ser diferente dos demais, uma luz diferente das que já viu até hoje, algo que a toque a ponto de mover mundos e fundos em busca de te-la a seu lado e compartilhar momentos com ela, por acreditar que esta é a pessoa certa. É essa certeza que me faz acreditar como Deus é maravilhoso e como o Universo conspira a favor do que queremos, e mais, como as leis da atração e ação e reação existem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário