segunda-feira, 22 de junho de 2009

Tempo Precioso

"Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo peito nu cabelo ao vento
E o sol quarando nossas roupas no varal
Tu vens, tu vens, Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens Eu já escuto os teus sinais
A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
E eu não duvido já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais"
(Anunciação – Alceu - do blog 'Cante lá que eu canto cá)
**************************************************
Ci>> "Além da realidade, há outras realidades que se desdobram como degraus. Nossos passos sobem e descem a escada, no dia admiravel e na noite branda. São como sonhos tributarios de outros sonhos ou janelas abertas para o mar. Não sabemos onde estamos. Não sabemos o que somos. Nada sabemos, a não ser que há uma noite pura e vazia a nossa espera. Uma noite intocável além do fogo e do gelo, e de qualquer esperança. (Trecho da obra Réquiem, II, do poeta Lêdo Ivo.)" - Deixo ambos os textos a critério do entendimento do leitor! xxxxx

Nenhum comentário:

Postar um comentário