quinta-feira, 20 de agosto de 2009

(Monnet)

‘Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível…. Tenho um ritmo que me complica, uma vontade que não passa, uma palavra que nunca dorme. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. E – sem saber – busco respostas que não encontro aqui ...

Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem – na verdade – a gente é.’

(do blog da Lica - Dilemas e Delírios)
**************************************************
Ci>> e que graça teria a vida se não fosse tudo assim?? o que nos espera ao virarmos a esquina? Só saberemos quando literalmente VIRARMOS a esquina!!! ;)

Um comentário:

  1. Isso serve pra mim prova viva das esquinas do destino

    bjos saudades

    Paulo "Lobito"

    ResponderExcluir