domingo, 23 de agosto de 2009

Preocupação excessiva

A preocupação é um veneno perigoso. Não a deixe apoderar-se da sua vida. Algumas pessoas estão tão entrincheiradas em preocupações que não conseguem ver que existe outra forma para viver.
Nós vivemos num tempo em que as pessoas vivem mais, têm melhor acesso a cuidados de saúde – mesmo que se diga o contrário, esta é a realidade –, têm oportunidades ilimitadas para prosperar, tanto financeira como pessoal. Hoje em dia qualquer um pode viajar para qualquer parte do mundo em pouco tempo, existe um grande acesso a todo tipo de informação e material educativo.
Claro que existem riscos e potenciais perigos, mas a preocupação apenas os aumentam de forma despropositada e nos impede de ver as oportunidades e a quantidade infindável de possibilidade ao nosso dispor.Por que perder o seu tempo e energia com uma coisa que não o leva a lado nenhum? Quando se preocupa à toa, isso muda alguma coisa? Utilize o seu tempo e empenho em algo produtivo. Bo Bennett já disse: “Enquanto estamos focados no medo, preocupação, ou ódio, não nos é possível experimentar a felicidade, entusiasmo ou amor”. A preocupação é uma escolha, está dentro da nossa cabeça, portanto, não se leve tão a sério. Se falhar, qual é o problema ? Não é o fim do mundo. Você é assim tão importante que o mundo para quando erra? As derrotas são apenas temporárias. Os erros e as falhas são apenas os degraus do sucesso, lembre-se do que disse Thomas Edison: “Eu não falhei uma única vez. Apenas descobri 10 mil maneiras diferentes que não funcionam.”
E, para completar, olha que frase significativa:
“Eu sou um homem velho e passei por muitas catástrofes na minha vida, mas a maioria nunca aconteceu” Mark Twain.Antônio Roberto
by Leonardo do blog 'Amigos do Freud'

******************************************

Ci>> 'se o problema é grande demais e não podemos resolve-lo agora, não adianta pensar nele... se é pequeno demais, prá que pensar nele?' - se teremos que passar por isso ou aquilo, teremos que enfrentar alguma situação da qual não há como sairmos, não há outra solução senão........ PASSAR! o máximo que pode acontecer étermos que limpar algumas feridas do caminho depois... mas morrer de véspera feito perú de natal definitivamente não resolve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário