segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O Cavaleiro e a Princesa

(Poesia lindissima do meu amigo Rafael Rabelo)

“Levanta-te”, disse a princesa
E eu, seu cavaleiro, ergui-me
“Caminha até ele e derrota-o”
ordenou-me minha senhora
“Avança, luta e vence”
Antes tinha eu morrido
dum golpe de espada terrivel
daquele que era meu inimigo
mas minha senhora ordenara e
Avancei, lutei e venci
“Não morra nunca mais…”
Como desobedecer tais palavras?
minha espada não mata, fulmina
meu escudo não protege, domina
Avanço, luto e venço
Não ignoro aqueles olhos
Tenho-os em mente quando luto
Não vejo armadura, ferro, aço
Vejo olhos azuis perolados
Avancemos, lutemos, vencemos
Tenho no corpo um demônio-fúria
Na alma tenho um deus da luta
mas bate no peito um amor servil
minha senhora, a chamo, assim
Avançamos, lutamos, vencemos
Mesmo que doa, mesmo que morra
Dói o corpo? Dói. Sangra a alma?Sangra.
Há lágrimas nos olhos
Naqueles olhos! lágrimas!
Avançais! Lutais! Venceis!
E da sombra do teu estardarte
Luto. Enfrento Deus e o mundo.
Não temo a morte, que não ouso
Morrer sem proteger-te, por isso
Avançarei, lutarei e vencerei…"
************************************************
Ci>> permanecendo fiel ao seu texto, também não me atrevi a encontrar uma imagem que se fizesse tão bela quanto o poema acima, amigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário