domingo, 30 de maio de 2010

A CONSCIÊNCIA DA MISSÃO A CUMPRIR

Desde que viemos ao mundo, temos uma missão a cumprir, mas nem todos conseguem entender e assim, não conseguem realizá-la. A algumas pessoas, para facilitar nessa missão, Deus doou o talento da comunicação, e quem foi aquinhoado com este privilégio, deve saber usá-lo para pelo menos tentar mostrar certas coisas da vida àqueles que eventualmente necessitem de alguma orientação ou ajuda.
E é isso que procuraremos fazer...
Certamente, simplesmente viver é fácil e pode ser bem gostoso, contudo, aprender a viver, é mais complicado...
Sem a menor sombra de dúvida, a real sabedoria da vida consiste em saber analisar tudo o que a
vida nos oferece, tudo aquilo que poderemos extrair de bom ou de ruim, para ver o que realmente nos convém.
Podemos dizer que sabemos viver, quando tivermos o discernimento necessário para captar o que nos poderá ser benéfico ou não. E isso apenas será conseguido através de nosso próprio julgamento, pois nem sempre o que serviu para alguém, poderá resolver nosso problema.
Li uma citação de Gorki, que é um sábio conselho:
"A sabedoria da vida é sempre mais profunda e ampla do que a sabedoria dos homens."
Realmente são muito sábias essas palavras, pois induzem a uma reflexão profunda, mostrando-nos a importância de saber aproveitar a vivência. Mostram o quanto nos é importante saber analisar corretamente erros e acertos que formos cometendo durante a vida. Ou que formos observando outros cometerem. Analisando corretamente, poderemos aproveitar falhas alheias em nosso benefício.
Sabendo aproveitar e interpretar as lições que a vida nos oferece, saberemos que fontes de conhecimento buscar. Se tivermos a capacidade de saber separar o joio do trigo, conseguiremos formar um cabedal de conhecimentos que nenhuma escola, nenhuma faculdade é capaz de nos transmitir.
Uma coisa é o ensino teórico que nos é ministrado nos bancos escolares, que nos mostram como “poderá” ser a vida. Geralmente na prática, a teoria é outra. Desde pequenos, temos que saber
“viver” nossa vida, analisando-a e estudando-a passo a passo. Isso ninguém nos ensina, é inato.
Ou sabemos, ou não sabemos.
Com isso, não estou dizendo que devemos fugir dos bancos escolares e ir para debaixo de uma
árvore meditar. Temos que aprender com os professores o que eles tem para nos ensinar. Temos que aprender com os mais experientes, para captar o que eles tem para nos passar. Temos, enfim, que buscar conhecimentos nas fontes que tivermos à mão, para podermos, aí sim, usar nosso raciocínio, fazer a média, e ver bem que caminho seguir.
Devemos sempre aproveitar a experiência daqueles que já passaram pela vida. Por menor que seja, sempre alguém tem algo para nos transmitir, e esse algo não pode, e não deve ser desprezado.
Deve, sim, ser bem analisado, mesmo e principalmente se for um erro grosseiro, pois ao vermos o que outros fizeram de errado, claro é que devemos evitar esse caminho, ou ao menos saber como corrigir o erro.
Enfim, Gorki sabia o que dizia. A sabedoria da vida, está em saber aproveitar a sabedoria dos
homens. Não devemos seguir cegamente os ensinamentos que recebemos, já que, sendo
transmitidos por pessoas, é passível de erros. Devemos, isto sim, aproveitar os ensinamentos recebidos em benefício de nossa vida.

(do blog Amigos da Ota e da Poesia)



***************************************************
Ci>> TODO MUNDO É CAPAZ DE IDENTIFICAR O PQ DE ESTAR AQUI NESTA VIAGEM, PARA QUE VEIO, O QUE DEVE FAZER ANTES DE VOLTAR! As instruções estão aí para quem quiser ver, coincidencias não existem, nem acaso por acaso... o acaso é um meio de criar a situação certa na hora em que deve acontecer... as instruções vêm através da intuição, todos os dias, o tempo todo... temos que observar, vigiar o pensamento 48h por dia. É a vigília constante que nos permite evitar os erros, seguir pelo caminho certo, corrigir a rota, caminhar em direção à nossa missão, escutar o que nos é inspirado pelo plano maior... como disse o texto, não é questao de parar a vida, sentar sob uma arvore e meditar... é uma questão de dia a dia, de momentos, de precisão de pensamento, de reforma íntima. É saber diferir o sentimento de apreensão da ansiedade, é saber cultivar os bons pensamentos, as boas energias, é transformar o que é certo em algo melhor ainda, em prol do próximo e de nós mesmos. E principalmente, não sucumbir ao que é errado por comodismo, mas lutar para exercer o livre arbítrio em prol do bem, em prol do que é correto, do que nos comprometemos quando viemos para este mundo. Ninguem tem que sofrer uma vida inteira pq se comprometeu a cumprir uma missão, mas o sofrimento ajuda a guiar nossas ações, melhoria contínua interna, diariamente! Temos duas opções sempre: Fazer o que é certo e fazer o que é errado. Em todas as vezes, temos a chance de escolher o caminho, e 50% de cometer erros ou acertos... Que possamos seguir nos caminhos em direção ao Mestre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário