segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Tempo ao tempo para todos nós!!!

Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoísmo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos.
Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.

Charles Chaplin

ESTÁGIO

A idade é o estádio da existência,
o registro da época da vida
um rito de passagem.
 
Lembrete lógico e lúdico,
dos reflexos do passado,
os desfrutes do presente
e especulações do futuro.
 
O aniversário representa este acontecimento
devemos tratá-lo com carinho e respeito
e nesta data tirar o melhor proveito,
isto é o que desejo.
 
 
 
CãRiùá Tatarana.
 
(PRESENTE DE ANIVERSARIO DO AMIGO QUE ASSINA A MENSAGEM... LINDA, NÃO?!)

Atitude de Hoje: Conhecimento! (Extraído do site www.primeiroprograma.com.br)

Mudança / Equilíbrio e moderação nas atitudes e necessidades

PALAVRA-CHAVE


Conhecimento

"Saber que sabemos o que não sabemos, é saber que não sabemos o que não sabemos. Isso é conhecimento verdadeiro".
(Copérnico)


FRASE MUSICAL

"Tempo rei, ó tempo rei. Transformai as velhas formas do viver. Ensinai-me, ó, Pai, o que eu ainda não sei" .
(Gilberto Gil)




TOQUES


"Aprendi que a maioria dos problemas complexos tem soluções simples".
(Alcides Tápias)


"Quem pensa pouco erra muito".
(Leonardo da Vinci)


"O primeiro de todos os problemas de um homem é descobrir que tipo de obra ele deve realizar neste universo".
(Thomas Carlyle)


TOQUE BRAHMA KUMARIS

Circunstâncias
Circunstâncias são como objetos; não são vivas. É você quem dá vida a elas. O positivo é mais poderoso que o negativo porque o positivo é inato. Já o negativo indica que algo está faltando. A luz existe e sua ausência é escuridão. Por isso, nunca esqueça que é você quem decide que atitude deve tomar – positiva ou negativa. Tenha sempre em mente que você possui um imenso potencial positivo que precisa ser descoberto. Focando suas atitudes nessa verdade, seus pensamentos ajudarão você a enfrentar qualquer circunstancia com uma perspectiva diferente.

(por Brahma Kumaris)



TEXTO ATITUDE

Divulgação/Arquivo

Mudança

Você está sempre querendo que alguém mude, não está? E esse alguém não precisa ser especificamente uma pessoa; inclui-se aí o governo, as grandes corporações, os impostos, chefes, professores, pais, cônjuges, filhos, etc. Você não se propõe a mudar, quer que os outros mudem para que sua vida seja diferente. Mas, se você realmente quiser mudanças, tem que se conscientizar de que elas só poderão vir do seu interior.

Mudar significa se libertar das sensações de isolamento, abandono, solidão, dor, medo e sofrimento... Pra começar você deve acreditar que a vida é maravilhosa; que tudo está perfeito e que sempre está indo na direção de um bem maior... Tendo essa convicção, você pode extrair o melhor de todas as situações que se apresentarem... Muitas vezes, simplesmente alterando um pouco o seu modo de pensar, você pode modificar completamente uma situação.

Por isso, pensa na mudança como uma faxina interna; fazendo um pouquinho de cada vez, você acabará com tudo limpo. E não precisa terminar essa faxina para obter resultados; quando mudar um pouquinho que seja, você já começará a se sentir melhor... Pra começar, pense por um instante sobre o que gostaria de mudar em sua vida. Depois responda a si mesmo se está disposto a se empenhar para conseguir essas mudanças.

Se você realmente quiser mudar, vai encontrar todas as informações capazes de ajudá-lo. Você vai perceber; é impressionante como o Universo começa a auxiliá-lo quando você se propõe a se modificar. Ele leva até você o que é preciso: seja um livro, uma gravação, um professor, um amigo... Mas, para que isso aconteça é preciso que você faça as mudanças interiores... que você mude seu modo de pensar... Não espere, também, que tudo se transforme e melhorem num passe de mágica; ao contrário, é comum as condições piorarem antes de melhorar. Não se perturbe, é parte do processo. São velhos nós que estão se desfazendo; por isso não desanime. Continue com suas afirmações; pense nelas como sementes que você está plantando.

(texto de Louise L. Hay / O poder dentro de você)



Divulgação/Arquivo

 

Equilíbrio e moderação nas atitudes e necessidades

Observando, aprenderemos com os animais e com os movimentos naturais da vida, tais como a chuva, o sol, o frio, o calor, que tudo na natureza é equilibrado e sem desperdício...

Há um equilíbrio natural que sustenta e coordena todos esses movimentos e, quando o desrespeitamos acabamos criando distúrbios que poderiam ser evitados se todos praticassem a observação...

Assim também acontece conosco. Se comemos demais, bebemos demais, nos irritamos demais, falamos o que não precisamos, enfim, cometemos pequenos excessos, criamos distúrbios que vão saturando nossa atmosfera mental...

Com observação, podemos reeducar nossos sentidos e necessidades, naturalmente. Com essa prática é mais fácil conquistar equilíbrio e moderação nas nossas necessidades de forma espontânea. Assim, você ficará mais atento a seus movimentos e aprenderá a fazer somente o necessário.

Em contrapartida conquistará maior segurança interna, o controle dos impulsos desordenados, habilidade para evitar o evitável e noção do inevitável, além de sabedoria para eliminar o supérfluo.


(texto de Paulo Zabeu / Cinco regras para vencer seus limites)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A elegância do comportamento / Limitações (do site do primeiroprograma.com.br)

PALAVRA-CHAVE
Paixões

"São as paixões, e não os interesses, que guiam o mundo".
(Émile Auguste C. Alain)


FRASE MUSICAL

"Por tanto amor, por tanta emoção, a vida me fez assim: doce ou atroz, manso ou feroz, eu, caçador de mim...".
(Sérgio Negrão / Luiz Carlos Sá)




TOQUES



"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo é um imenso prazer pra mim, dividir um planeta e uma época com você".
(Carl Sagan)


"A nossa responsabilidade nesta vida não é a de estar na frente das
pessoas, mas sim de estar na frente de nós mesmos".

(Stewart B. Johnson)


"Um homem de negócios é aquele que compra a 10 e fica satisfeito quando vende a 12. Os outros compram a 10, deixam subir até 18 sem fazer nada, esperando que chegue aos 20. Quando o preço cai para 2 esperam que volte aos 10 para venderem".
(VS Naipaul, novelista)




TOQUE BRAHMA KUMARIS

Palavras

Pense sempre nisso: as palavras podem afagar ou machucar; criar ou destruir; unir ou fragmentar. Uma vez ditas, nunca mais podem ser revogadas; continuam vibrando ao redor, com uma força que vai além de qualquer controle e produzindo reações positivas ou negativas. Lembre-se: sua fala indica o que há em sua mente. Paz mental produz palavras serenas; preocupação mental produz palavras severas. Portanto, acredite no poder de suas palavras e use-as de forma valiosa; sempre!


(por Brahma Kumaris)



TEXTO ATITUDE



Divulgação/Arquivo


A elegância do comportamento

Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples "obrigado" diante de uma gentileza.

É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada.

É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.

É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas, por exemplo.


E nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.

É possível detectá-la em pessoas pontuais.

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece.

É quem presenteia fora das datas festivas.

É quem cumpre o que promete.


É quem não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.


Oferecer flores é sempre elegante.

É elegante não ficar espaçoso demais.


É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer...

É elegante reconhecer o esforço, a amizade e as qualidades dos outros.

É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.


É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.

É elegante retribuir carinho e solidariedade.

É elegante o silêncio, diante de uma rejeição...


Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.

Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não-arrogante.

É elegante a gentileza. Atitudes gentis falam mais que mil imagens.

Abrir a porta para alguém é muito elegante.

Dar o lugar para alguém sentar, é muito elegante.


Sorrir sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma.

Oferecer ajuda é muito elegante.

Olhar nos olhos ao conversar é essencialmente elegante.


Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.


A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social.

Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os desafetos é que não irão desfrutá-la.


Divulgação/Arquivo


Limitações

A única coisa que limita nossas conquistas é o pensamento de que não podemos conquistar. Realmente não é novidade para ninguém que as pessoas que dizem que podem, podem, e as que dizem que não podem, não podem.

Um homem diz: "Acho que sempre serei um batalhador". Aí, ele pára de aprender, ignora as oportunidades, não trabalha até mais tarde, não economiza e não tenta porque "não adianta mesmo....". Dito e feito! Sua profecia se torna verdadeira e ele nunca vence na vida.

Já outro homem diz: "Eu vou vencer, e farei o que for preciso para isso. Trabalharei tanto quanto for necessário; aprenderei tudo que puder e serei tão diferente quanto precisar ser. Eu posso!". E o homem consegue!


Vale a pena lembrar que há lucros em ambos os casos. O primeiro indivíduo consegue evitar a responsabilidade. Ele sempre pode dizer: "É tudo tão difícil! Faça isso por mim". Ele foge da oportunidade de exercitar a disciplina pessoal que geraria seu sucesso. E pode até conquistar alguma simpatia, afinal, bancar o bobo e incapaz pode ser muito proveitoso e conveniente. Já os frutos colhidos pelo segundo indivíduo são mais evidentes. Ele alcança seu objetivo. Portanto, vamos reconhecer que há vantagens em ambos os casos.

Em poucas palavras: Somos responsáveis pelas limitações que impomos a nós mesmos. Jogar fora os rótulos que colocamos em nós é o primeiro passo para ter uma vida melhor.


(texto de Andrew Matthews no livro "Seja Feliz")



sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

[CãRiùá TaTaRaNa] Se você está com alguém, zele.

Cariua Tatarana
Se você está com alguém, zele.
Se não te satisfizer, troque.

Porque não vale a pena,
manter relação perene
com um mundo todo
cheio de gente.

cariua sem "arrudeios".

Ci>>  isso se chama LEALDADE... Bem diferente de FIDELIDADE...

[CãRiùá TaTaRaNa] É preferível mil vezes

Cariua Tatarana 17 de Fevereiro de 2012 01:57
É preferível mil vezes
os corruptos eleitos que
de quatro em quatro anos
possamos mandar para casa,
do que a bandido concursados
que pretendem se perpetuar no poder.

cariua sem "arrudeios"

Ci>> Vamos todos trabalhar (de verdade)???? aí sim o Brasil vai crescer...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Atitude de Hoje: Conquista! (Extraído do site www.primeiroprograma.com.br)

A arte de vencermos a nós mesmos / Reflexão

PALAVRA-CHAVE
Conquista

"A maior de todas as maravilhas não é o conquistador do mundo, mas o dominador de si próprio".
(Arthur Schopenhauer)


FRASE MUSICAL

"Ela une o mar com o meu olhar, ela só precisa existir pra me completar. Une o meu viver com o seu viver..." .
(Jorge Vercillo / Jota Maranhão)




TOQUES


"Muitas pessoas obteriam sucesso em pequenas coisas se não estivessem preocupadas com grandes ambições."
(s/ autor)

"Nunca somos mais felizes do que quando acreditamos ser."
(Legrand)

"Todas as grandes coisas são simples e muitas podem ser expressas em uma só palavra: liberdade, justiça, honra, dever, piedade, esperança."
(Winston Churchill)




TOQUE BRAHMA KUMARIS

Silêncio

Se você quer encontrar a paz, primeiro precisa aprender a ficar quieto para, então, se tornar pacífico. Você só consegue se tornar pacífico quando segura, com firmeza, as rédeas da mente descontrolada e interrompe os pensamentos incessantes. Assim, uma vez que você domina a sua mente, pode começar a guiá-la para levá-lo ao silêncio, ao silêncio verdadeiro. Não a um lugar sem som, mas um lugar onde você possa experimentar um senso profundo de paz e uma consciência penetrante do seu bem-estar.

(por Brahma Kumaris)


TEXTO ATITUDE


Divulgação/Arquivo




Reflexão

Se vai tentar
siga em frente.

Senão, nem começe!
Isso pode significar perder namoradas
esposas, família, trabalho...e talvez a cabeça.

Pode significar ficar sem comer por dias,
Pode significar congelar em um parque,
Pode significar cadeia,
Pode significar caçoadas, desolação...

A desolação é o presente
O resto é uma prova de sua paciência,
do quanto realmente quis fazer
E farei, apesar do menosprezo
E será melhor que qualquer coisa que possa imaginar.

Se vai tentar,
Vá em frente.
Não há outro sentimento como este
Ficará sozinho com os Deuses
E as noites serão quentes
Levará a vida com um sorriso perfeito
É a única coisa que vale a pena.


(Charles Bukowski)


Divulgação/Arquivo

A arte de vencermos a nós mesmos


"O maior guerreiro é aquele que vence a si mesmo". Essa frase é do estrategista e mestre chinês do século quatro antes de Cristo, Sun Tzu. Ele escreveu o clássico 'Arte da Guerra'.

Para vencer a si mesmo é preciso despertar o estrategista que há dentro de nós, mantendo o equilíbrio entre o corpo, a mente e a consciência.

A estratégia para conseguir esta harmonia é bem simples: vivencie plenamente o presente. Esteja alerto, porém relaxado.

O estrategista sabe que soldados de uma tropa não podem tomar decisões de comando por conta própria, eles apenas obedecem às ordens da nação para execução plena da estratégia.

Os generais e altos oficiais, coordenados pelo estrategista, representam nossa mente. É a intuição coordenando e unida à razão.

Quando nos deparamos com um defeito a ser vencido, devem agir de cima pra baixo. Tal como dizem os sábios chineses: 'não se varre uma escada de baixo para cima'.

Diante de um obstáculo, mantenha o equilíbrio, conheça seus impulsos, mantenha sua mente serena e faça com que ela se ajuste aos desafios do caminho.

O general que faz suas tropas avançarem rápido de mais pode levá-las ao abismo. Se avançarem lento demais, perderão a oportunidade da vitória no tempo certo.

O mesmo pode acontecer com executivo e sua empresa. A estratégia possibilita dar passos na medida certa, mas pode ser arruinada por jogos ilusionistas do adversário.

Para evitar errar, podemos tomar decisões consultando nosso estrategista interno, nosso estado de consciência. Observar o não observado, compreender a forma através do vazio.

Ponderar, frear os esquemas dos nossos adversários não pela hostilidade, mas pela diplomacia. Como disse Confúcio: "Não se mata uma mosca com tiro de canhão".

A sabedoria na arte de vencermos a nós mesmos é a ponderação e o bom senso em todos os instantes da vida.

Deixar de agir por impulsos do corpo e do stress precipitado, evitando cair no esquema engenhoso do nosso pior inimigo: nós mesmos.

Para mudarmos sempre para melhor, não basta levar nossas tropas de campo em campo, mas treiná-las melhor, assim como nossa mente.

Nem sempre se muda de instituição educacional para obter o melhor aprendizado. A mudança se faz em nossas configurações internas.

Uma boa receita de configurações estratégicas para vencer a si mesmo é: Adquira a autoconfiança através do autocontrole, e este através da autodisciplina.

(texto de Shidoshi Graziano Nardis)