segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Atitude de Hoje: Conhecimento! (Extraído do site www.primeiroprograma.com.br)

Mudança / Equilíbrio e moderação nas atitudes e necessidades

PALAVRA-CHAVE


Conhecimento

"Saber que sabemos o que não sabemos, é saber que não sabemos o que não sabemos. Isso é conhecimento verdadeiro".
(Copérnico)


FRASE MUSICAL

"Tempo rei, ó tempo rei. Transformai as velhas formas do viver. Ensinai-me, ó, Pai, o que eu ainda não sei" .
(Gilberto Gil)




TOQUES


"Aprendi que a maioria dos problemas complexos tem soluções simples".
(Alcides Tápias)


"Quem pensa pouco erra muito".
(Leonardo da Vinci)


"O primeiro de todos os problemas de um homem é descobrir que tipo de obra ele deve realizar neste universo".
(Thomas Carlyle)


TOQUE BRAHMA KUMARIS

Circunstâncias
Circunstâncias são como objetos; não são vivas. É você quem dá vida a elas. O positivo é mais poderoso que o negativo porque o positivo é inato. Já o negativo indica que algo está faltando. A luz existe e sua ausência é escuridão. Por isso, nunca esqueça que é você quem decide que atitude deve tomar – positiva ou negativa. Tenha sempre em mente que você possui um imenso potencial positivo que precisa ser descoberto. Focando suas atitudes nessa verdade, seus pensamentos ajudarão você a enfrentar qualquer circunstancia com uma perspectiva diferente.

(por Brahma Kumaris)



TEXTO ATITUDE

Divulgação/Arquivo

Mudança

Você está sempre querendo que alguém mude, não está? E esse alguém não precisa ser especificamente uma pessoa; inclui-se aí o governo, as grandes corporações, os impostos, chefes, professores, pais, cônjuges, filhos, etc. Você não se propõe a mudar, quer que os outros mudem para que sua vida seja diferente. Mas, se você realmente quiser mudanças, tem que se conscientizar de que elas só poderão vir do seu interior.

Mudar significa se libertar das sensações de isolamento, abandono, solidão, dor, medo e sofrimento... Pra começar você deve acreditar que a vida é maravilhosa; que tudo está perfeito e que sempre está indo na direção de um bem maior... Tendo essa convicção, você pode extrair o melhor de todas as situações que se apresentarem... Muitas vezes, simplesmente alterando um pouco o seu modo de pensar, você pode modificar completamente uma situação.

Por isso, pensa na mudança como uma faxina interna; fazendo um pouquinho de cada vez, você acabará com tudo limpo. E não precisa terminar essa faxina para obter resultados; quando mudar um pouquinho que seja, você já começará a se sentir melhor... Pra começar, pense por um instante sobre o que gostaria de mudar em sua vida. Depois responda a si mesmo se está disposto a se empenhar para conseguir essas mudanças.

Se você realmente quiser mudar, vai encontrar todas as informações capazes de ajudá-lo. Você vai perceber; é impressionante como o Universo começa a auxiliá-lo quando você se propõe a se modificar. Ele leva até você o que é preciso: seja um livro, uma gravação, um professor, um amigo... Mas, para que isso aconteça é preciso que você faça as mudanças interiores... que você mude seu modo de pensar... Não espere, também, que tudo se transforme e melhorem num passe de mágica; ao contrário, é comum as condições piorarem antes de melhorar. Não se perturbe, é parte do processo. São velhos nós que estão se desfazendo; por isso não desanime. Continue com suas afirmações; pense nelas como sementes que você está plantando.

(texto de Louise L. Hay / O poder dentro de você)



Divulgação/Arquivo

 

Equilíbrio e moderação nas atitudes e necessidades

Observando, aprenderemos com os animais e com os movimentos naturais da vida, tais como a chuva, o sol, o frio, o calor, que tudo na natureza é equilibrado e sem desperdício...

Há um equilíbrio natural que sustenta e coordena todos esses movimentos e, quando o desrespeitamos acabamos criando distúrbios que poderiam ser evitados se todos praticassem a observação...

Assim também acontece conosco. Se comemos demais, bebemos demais, nos irritamos demais, falamos o que não precisamos, enfim, cometemos pequenos excessos, criamos distúrbios que vão saturando nossa atmosfera mental...

Com observação, podemos reeducar nossos sentidos e necessidades, naturalmente. Com essa prática é mais fácil conquistar equilíbrio e moderação nas nossas necessidades de forma espontânea. Assim, você ficará mais atento a seus movimentos e aprenderá a fazer somente o necessário.

Em contrapartida conquistará maior segurança interna, o controle dos impulsos desordenados, habilidade para evitar o evitável e noção do inevitável, além de sabedoria para eliminar o supérfluo.


(texto de Paulo Zabeu / Cinco regras para vencer seus limites)

Nenhum comentário:

Postar um comentário