terça-feira, 26 de junho de 2012

Tipos de Amor


"Ágape" em grego significa "amor". Esse é o amor fraternal e espiritual entre camaradas, irmãos e irmãs, entre a família, entre casais e seus filhos (quando de fato existe o sentimento fraterno, e não uma mera convenção social de fachada). Ágape é o amor afetivo isento de conotações sexuais, isento de segundas intenções, isento de malícia e de interesses pessoais. Sendo Ágape o amor de afeição, é também amor de satisfação, pois uma fraternidade, quer seja entre irmãos de sangue ou não, quer seja entre esposo e esposa, quer seja entre um núcleo familiar, etc., esse amor satisfaz porque é compartilhado e tem resposta entre todos aqueles que se reúnem para formar uma fraternidade de homens, mulheres e crianças. Amor ao próximo.

Há alguns Tipos de Amor:


- Amor Eros: Significa sentimentos baseados na atração sexual e desejos ardentes. Relação entre homens e mulheres;


- Amor Philos (Philia): é o amor de amizade, fraternidade, o amor que sentimos por familiares e amigos;

- Amor Storgé: O mais benéfico dos afetos, acontece especialmente com a família e entre seus membros, normalmente afeição de Pais aos filhos;

- Amor Agapé: Amor incondicional, baseado em comportamentos e pela escolha, sem esperar nada em troca. Pode ser de qualquer um para e por qualquer um, em qualquer tipo de relação e por qualquer tipo de afinidade.

Dentro dos tipos de amores, nem eros e nem storgé estão descritas no Novo Testamento. Quando Jesus fala de amor no Novo Testamento, ele usa o Amor Ágape. Sempre lida em casamentos cristãos. A parte que estou falando é a Primeira Epístola do Apóstolo Paulo aos Coríntios, Capítulo 13.

O ágape recebeu um uso maior pelos escritores Cristãos mais antigos como a palavra que denotou especificamente o amor Cristão. Os escritores Cristãos descreveram geralmente o ágape, como exposto por Jesus, como uma expressão do amor que é incondicional e voluntário, isto é, não discrimina, não tem nenhuma pré-condição, e é algo que se decide fazer voluntariamente

O Apóstolo Paulo descreve o amor como segue: "O amor (ágape) é paciente, o amor é amável. Sem inveja, ele não tem ostentação, ele não é orgulhoso. Não é rude, ele não é interessado, ele não se irrita facilmente, ele não mantém nenhum registro dos erros. O amor não se deleita com o mal mas rejubila com a verdade. Protege sempre, confia sempre, sempre tem esperança, sempre persevera. O amor nunca falha.? (I Coríntios, 13, 4:8).


O mais profundo amor. Sem barreiras. Amor total, o amor que devora quem o experimenta. Quem conhece e experimenta Ágape vê que nada neste mundo têm importância, apenas amar.
Deus tem um amor ágape. O Amor de Deus que motiva todas as ações de Deus, seja para com o mundo espiritual, seja para com o homem, ou até mesmo no interrelacionamento da trindade. Fruto do amor de Deus: amor, alegria, paz, paciencia, bondade, fidelidade, mansidão e dominio próprio. O amor ágape (de Deus) é aperfeiçoado pela obediência, pela motivação e inspiração de todas as ações.

(Autor (es) Desconhecido (s))

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Saudades...

Saudade

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda(Fonte: http://pensador.uol.com.br/autor/pablo_neruda/)